sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Após mais de 28 anos Alcimar Torquato despede-se do Tribunal de Contas do Estado


“Saio com saudade. Não queria sair, não”. Com estas palavras, o conselheiro Alcimar Torquato de Almeida despediu-se do Tribunal de Contas do Estado, local onde trabalhou por mais de 28 anos e deixou marcas, como a de um homem sábio e conciliador, como foi ressaltado nos discursos e homenagens que preencheram a pauta das sessões da Primeira Câmara de Contas, que ele presidia, e do Plenário desta quinta-feira (22/09) pela manhã. “Aqui fiz amigos. Cumpri o que prometi no primeiro dia nesta Casa. O que realizei foi pensando no próximo”, disse, enfatizando que se orgulhava por ter contribuído com o Estado e pertencer ao TCE, “instituição às vezes mal compreendida, injustiçada”, relatou Alcimar.

Foi uma manhã cheia de emoção, que em alguns momentos o levou às lágrimas. No plenário, além dos familiares e servidores do TCE, a presença de amigos como o vice-governador do Estado, Robinson Faria; o presidente da Assembléia Legislativa, Ricardo Motta; o chefe de gabinete, Paulo Tarso; o deputado Raimundo Fernandes, o secretário de Assuntos Institucionais, Esdras Alves; o ex-deputado Carlos Augusto Rosado; procurador Miguel Josino e a consultora geral do Estado, Tatiana Cunha, entre outras autoridades.

Nos discursos, iniciado pela conselheira Adélia Sales, prosseguindo pelos relatos dos conselheiros Tarcisio Costa, Paulo Roberto Chaves Alves, Renato Dias, Carlos Thompson, além do procurador geral do Ministério Público de Contas, Thiago Guterres e o auditor Cláudio Emerenciano, encerrando com as palavras do presidente do TCE, conselheiro Valério Mesquita, todos enfocaram o respeito, a amizade, a solidariedade e o humanismo do conselheiro.

Alcimar Torquato é formado em medicina, tendo atuado como médico psiquiatra, atividade que deixou para exercer a política, eleito por duas legislaturas (1975/1983) o mandato de Deputado Estadual. Nomeado conselheiro do TCE em 12 de abril de 1983, exerceu a titularidade de todas as instâncias e funções diretivas do colegiado: presidente de Câmaras, Corregedor e atual Vice Presidente. Presidiu o TCE por quatro diferentes mandatos.

Homenagens – Outros importantes órgãos do estado também renderam homenagens a Alcimar Torquato, entre eles o Tribunal de Justiça que aprovou voto de louvor e reconhecimento pelo seu trabalho e o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte que aprovou voto de congratulações.

*Com informações da Assessoria do TCE

Nenhum comentário: