sábado, 22 de outubro de 2011

Índice de abstenção no primeiro dia do Enem foi de 25%, diz Inep

No primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio, 25% dos 5,3 milhões de candidatos inscritos não compareceram para fazer as provas. Para o Ministério da Educação (MEC), o índice de abstenção está dentro do esperado e é inferior ao registrado no primeiro dia do exame no ano passado, quando 27% dos participantes faltaram.

Os estados com maior índice de faltosos foram o Distrito Federal (31,24%), a Bahia (30,14%) e Roraima (29.39%). Já o Acre (19,44%), Piauí (19,60%) e Santa Catarina (20,35%) registraram os menores percentuais de abstenção. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) avalia que as condições climáticas, como o frio e muita chuva, foram as responsáveis pelos altos índices de abstenção entre os participantes da Bahia, de Roraima e do Distrito Federal.

Os candidatos tiveram quatro horas e meia para responder as 90 questões de ciências humanas e da natureza. Segundo o MEC, a aplicação transcorreu “sem grandes incidentes”. Como em todos os anos, alunos chegaram atrasados e não puderam fazer a prova. Em Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) houve tumulto causado por esses participantes que queriam entrar após o horário permitido.

Oito estudantes foram desclassificados porque utilizavam o celular durante o exame para postar mensagens na rede social Twitter. O uso de aparelhos eletrônico é proibido. Os equipamentos devem ser desligados e entregues aos fiscais de sala antes do início da prova.

Neste domingo (23) os candidatos terão uma hora a mais em relação ao primeiro dia para fazer a prova. Isso porque, além de responder às 90 questões de linguagens e matemática, os participantes têm que fazer a redação. Amanhã os portões também serão abertos às 12h (horário de Brasília) e fechados às 13h. O Inep recomenda que os participantes cheguem aos locais de prova com uma hora de antecedência para que evitem atrasosParte inferior do formulário


Nenhum comentário: