segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Policiais e bombeiros militares do RN ameaçam nova paralisação

Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte ameaçam nova paralisação das atividades e acampamento no Centro Administrativo caso a primeira parcela do reajuste nos vencimentos dos mesmos não for paga até o dia 30 deste mês.

De acordo com a lei aprovada na Assembleia Legislativa, em junho passado, os policiais devem receber aumento de 6% (primeira parcela) em setembro. O reajuste total concedido após uma série de manifestações foi de 32% dividido em quatro parcelas.

Durante assembleia realizada na manhã de hoje (22), no Clube Tiradentes, as associações representativas dos PMs e Bombeiros confirmaram o indicativo de paralisação.  Eles temem que o reajuste do subsídio não será efetuado. Mas, de acordo com o comandante da PM, coronel Francisco Araújo, o pagamento está garantido. “A folha deste mês está fechada com o reajuste de 6%”, disse.

Além do reajuste, os policiais querem que o Governo do Estado reformule o texto do Código de Ética da corporação. Soldados e sargentos reclama que o documento foi produzido apenas por oficiais e não há participação de todas as partes interessadas no assunto.

*Tribuna do Norte

Nenhum comentário: