quarta-feira, 22 de abril de 2015

34 presos fugiram da Penitenciária de Alcaçuz; Fuga é a maior da história da unidade

A Coordenação da Administração Penitenciária (Coape) confirmou a quantidade de presos que fugiram da Penitenciária Estadual de Alcaçuz: 34 detentos deixaram a unidade na madrugada de hoje (22). Até o fim da manhã, havia a confirmação que dois presos haviam sido recapturados. A fuga foi a maior da história de Alcaçuz.

Antes da fuga que ocorreu na manhã de hoje, a maior fuga registrada na unidade prisional era a que ocorreu no dia 6 de abril, quando 32 detentos deixaram a unidade prisional. Antes das fugas de abril, maior havia ocorrido em 6 de novembro de 2000, quando o bando do assaltante Valdetário Carneiro invadiu e libertou ele e mais 28 detentos.

A maior fuga do sistema prisional potiguar foi registrada em janeiro de 2012, quando 41 detentos conseguiram escapar do presídio Rogério Coutinho Madruga, o chamado Pavilhão 5, mas que tem administração independente de Alcaçuz.

A fuga - Para deixarem a unidade prisional na madrugada de hoje, os presos de Alcaçuz utilizaram a mesma entrada do túnel descoberto em 6 de abril, quando 32 presos deixaram o presídio. Hoje, no entanto, os presos usaram um caminho diferente para deixar o presídio.

De acordo com Dinorá Simas, diretora de Alcaçuz, os presos fugiram por um túnel que começa no pavilhão 2 e vai até a área externa do presídio. O túnel tem cerca de 55 cm de diâmetro e fica a menos de dez metros de uma das guaritas. Ainda de acordo com a direção, o pavilhão 2 tinha 159 presos antes desta fuga.

A unidade é uma das três do sistema prisional potiguar que conta com vigilância da Força Nacional. Ao todo, as duas fugas tiveram 66 presos fugindo de Alcaçuz em 16 dias, com pelo menos sete recapturados e dois mortos em confronto com a Polícia Militar.

Nenhum comentário: