quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Seca provoca racionamento de água em 80 municípios do estado

A seca tem afetado diversos municípios do interior do estado. Segundo o diretor presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Marcelo Toscano, cerca de 80 cidades estão sofrendo com o rodízio de água.

“Estávamos com 42 municípios em rodízio, mas esse número subiu para 80 devido a necessidade de economia de água. Medidas como essa devem continuar até o próximo período chuvoso, que deve ocorrer em 2017”, comentou Marcelo Toscano.

Além da alternância de abastecimento em várias cidades, outros 11 municípios estão em colapso e só estão sendo abastecidos através de carros-pipas. Acari, Antônio Martins, Carnaúba dos Dantas, Currais Novos, João Dias, Luiz Gomes, Paraná, Pilões, São Miguel, Tenente Ananias e Macau vem sofrendo com a crise hídrica.

Em relação às medidas que estão sendo tomadas para enfrentamento à seca, o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), José Mairton Figueiredo de França, ressaltou que o maior desafio da pasta é fazer com que os poços perfurados possam funcionar.

O impacto da seca já consumiu R$ 22,5 milhões, divididos em ações de enfrentamento além de débitos com contas que deixam de ser faturadas e dívidas das prefeituras com a companhia. Só nos últimos nove meses, a Caern já investiu R$ 8,8 milhões para o combate à seca. Entre as ações, destaca-se gastos com carros-pipa, material de tratamento, entre outras medidas.

Acerca dos níveis dos reservatórios, o Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) revelou que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, a maior do estado, está com apenas 24,38% de sua capacidade. Já a de Umari conta com cerca de 23,96%.

Veja como está funcionando o racionamento nos municípios do RN:

Nenhum comentário: