quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Brasil tem 230 casos confirmados de microcefalia; mais 3.381 são apurados

O país já soma 3.381 casos suspeitos de microcefalia e outros 230 confirmados, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira (20). Os casos ocorrem em 764 municípios de 20 estados e do Distrito Federal. Além desses, outros 282 casos suspeitos chegaram a ser notificados pelas secretarias estaduais de saúde ao governo federal, mas foram descartados após exames feitos nos bebês.

Entre os casos de crianças que tiveram a malformação no cérebro confirmada após exames, seis são de bebês que já tiveram resultados positivos para o vírus zika em testes sorológicos. A análise mais recente ocorreu em Minas Gerais. A criança tem microcefalia e o diagnóstico foi positivo para o vírus após análise de amostras do líquido da medula.

“Foi o primeiro caso em que a criança nasceu com microcefalia, está viva, e foi identificado o vírus”, disse Wanderson Oliveira, coordenador-geral de respostas a emergências em saúde pública. Ele lembra que as outras análises eram de bebês que morreram horas após o parto.

Para o Ministério da Saúde, a descoberta de um sexto caso confirmado para o vírus reforça o elo entre a chegada do zika no Brasil e o avanço inesperado de casos de microcefalia.

O novo balanço informa ainda 49 mortes suspeitas de bebês identificados com a malformação. Desses, cinco já foram confirmadas. Os demais ainda estão em investigação.

Entre os estados, Pernambuco continua com o maior número de casos suspeitos de microcefalia: desde outubro, são 1.306 registros. Em seguida, estão Paraíba (665), Bahia (469) e Ceará (216).

Nenhum comentário: