quinta-feira, 15 de setembro de 2016

IBGE lança cartilha de estatísticas sobre os municípios do Rio Grande do Norte

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) lança, a partir da próxima semana, no Rio Grande do Norte, uma cartilha que fornece dados sobre os 167 municípios do estado. A intenção do instituto é veicular esse documento entre candidatos eleitorais, meios de comunicação e população para esclarecer dúvidas sobre números e dados dos municípios potiguares.

Em entrevista ao programa "Meio-Dia Cidade", da Rádio Cidade (94,3 FM), o chefe da unidade estadual do IBGE, Aldemir Freire, contou o que se pode esperar desta nova cartilha, que também pode ser vista no site da organização.

"Serão dados para que todos conheçam os desafios básicos que os municípios enfrentam. O leitor, por exemplo, saberá para onde vai o lixo coletado; número da população urbana e rural por sexo; perfil da população por grupos etários (quantas crianças, adultos, idosos há); evolução de matrículas por série escolar; evolução do Índice de Educação Básica dos anos finais; a população residente, quantos domicílios há e suas rendas; a quantidade de estabelecimentos de saúde, de hospitais, unidades básicas, postos de saúde; a média de leito por habitante; taxa de mortalidade infantil; índice de desenvolvimento humano municipal; Produto Interno Bruto per capita, pessoas ocupadas por setor de atividade, e mais", explicou Aldemir.


O gestor potiguar do IBGE ainda aproveitou a oportunidade para destacar a importância do instituto no país. "Nossa missão é retratar o Brasil com informações necessárias, conhecimento da realidade e no exercício da cidadania. Sem nosso trabalho, não se saberia qual é a inflação do país, o PIB, a taxa de desemprego, a renda; quantas pessoas são, onde vivem; quantas empresas produzem e onde produzem, qual o valor adicional que geram, se está crescendo ou não; a produção agropecuária. É um retrato que vamos montando diariamente para mostrar a realidade brasileira e as transformações pelas quais a sociedade vai passando", encerrou.

*Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA FEMURN

Nenhum comentário: