terça-feira, 2 de outubro de 2018

Fátima Bezerra lidera a disputa pelo Governo do RN com 36%; Carlos Eduardo tem 24,71% e Robinson Faria 11,47%


A candidata do PT, a senadora Fátima Bezerra lidera a disputa pelo Governo do RN com 36% de intenções de voto no levantamento estimulado do instituto Consult. O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), aparece em segundo lugar com 24,71% das citações. Depois dele, o candidato do PSD, o governador Robinson Faria, tem 11,47% das citações. Breno Queiroga marcou 1,82% nesse levantamento, em que os demais não pontuaram acima de um ponto percentual. Nulos e nenhum são 16,88% e 8,06% não souberam ou não quiseram responder.

Levando em conta apenas os votos válidos, a consult aponta que se a eleição fosse hoje, a senadora Fátima Bezerra teria 47,9% dos votos válidos. Neste cenário, Carlos Eduardo Alves teria 32,93% e Robinson Faria teria 15,28%. Nesse cálculo, semelhante ao feito pelo TSE, são excluídos eleitores que declaram voto branco, nulo e indecisos. Pela margem de erro, Fátima tem entre 45,7% e 50,2% dos votos válidos, patamar que pode garantir a vitória no primeiro turno.

ESPONTÂNEA - A candidata do PT ao Governo do Estado é citada espontaneamente por 26,47% dos eleitores do Rio Grande do Norte, indica pesquisa Consult. Depois dela, Carlos Eduardo Alve é o mais lembrado, com 16,41%. Robinson Faria tem 6,18% das citações. Já Breno Queiroga pontuou 1,47%. Os demais não pontuaram. Nulos e nenhum são 18,12% e 30,53% não souberam ou não quiseram responder.

REJEIÇÃO - O governador Robinson Faria tem 37,5% da rejeição dos eleitores do Rio Grande do Norte na disputa pelo Executivo, indica pesquisa Consult. A senadora Fátima Bezerra aparece logo atrás com 16,5% das citações. O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, tem 8,5%. Os demais não pontuaram acima de um ponto percentual.

A pesquisa foi realizada de entre os dias 26 e 29 de setembro, com 1.700 entrevistas, em todas as 12 regiões do Estado. Sua margem de erro é 2,3% e o intervalo de confiança de 95%, o que significa que a cada 100 resultados, 95 deles estarão dentro da margem de erro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os protocolos RN-06487/2018 e BR-05180/2018.

Nenhum comentário: