quarta-feira, 25 de setembro de 2019

RN registra 3,7 mil novos postos de trabalho em agosto, diz Caged


O Rio Grande do Norte teve um registro de 3.739 novos postos de trabalho com carteira assinada em agosto. Esse é o mês com o maior saldo positivo no ano de 2019. Os números são do Cadastros Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e foram divulgados nesta quarta-feira (25).

O relatório aponta que em agosto foram, ao todo, 15.264 admissões contra 11.525 demissões no estado. Depois de registrar mais demissões do que contratações nos primeiros cinco meses do ano (de janeiro a maio), desde junho o saldo tem sido positivo. Em junho, o registro foi de 1.237 novos postos de trabalho e, em julho, de 786.

O setor que mais contribuiu para novas contratações em agosto foi o da agropecuária, que criou 2.551 novos postos de trabalho neste mês - foram 2.980 admissões contra 429 desligamentos. A indústria de transformação foi o segundo setor com mais crescimento em vagas de carteira assinada: 1.046. Ao todo, foram 2.358 contratações contra 1.312 demissões. O único setor que teve saldo negativo foi o do comércio, com a diminuição de 24 postos de trabalho - 2.995 admissões para 3.019 desligamentos.

RN fechou mais empregos que criou em 2019 - Apesar do crescimento nos últimos três meses, no ano de 2019 o saldo do Rio Grande do Norte ainda é negativo, segundo os dados do Caged. Em oito meses, o estado fechou 642 postos de trabalho - esse número chegou a ser de mais de 5 mil em junho.

Ao todo, foram 99.032 admissões em 2019 contra 99.674 demissões. O saldo mais positivo no ano é do setor de serviços, que criou 2.629 novos postos de trabalho, enquanto o mais negativo é o do comércio, que fechou 1.754 postos de trabalho. Apesar do crescimento no mês de agosto, a agropecuária registra o segundo pior índice no ano, fechando 1.036 empregos formais.

Nenhum comentário: