terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Com novas doses, 118 municípios do RN devem concluir vacinação de profissionais de saúde contra Covid-19; São Miguel chegará a 77,6%

Pelo menos 118 municípios potiguares deverão atingir a meta de imunizar os profissionais da saúde com a segunda remessa de doses da vacina contra a Covid-19 que chegou ao estado no último fim de semana, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Esse é o número de cidades que receberam doses para cobrir pelo menos 90% da quantidade estimada de profissionais. Algumas chegam a passar dos 100%.

A quantidade de imunizantes enviada para cada um dos 167 municípios foi definida nesta segunda-feira (25) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), durante reunião realizada com a participação das secretarias municipais de saúde.

Os municípios receberão 33.435 doses provenientes de dois carregamentos, um deles recebido no último domingo (24), com 31,5 mil doses da vacina fabricada pela Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca e outras 14.600 doses da CoronaVac que chegaram nesta segunda-feira (25). Os novos lotes já estão sendo distribuídos.

Conforme a Sesap o município de São Miguel que já havia recebido 222 doses da vacina, receberá nessa remessa um total de 210 novas doses. Somando-se as duas remessas o município já terá recebido vacinas suficientes para imunizar 77,6% dos profissionais da saúde.

As doses da vacina de Oxford/AstraZeneca serão direcionadas a 49 municípios que possuem hospitais de referência e unidades de pronto-atendimento para atendimento de pacientes suspeitos e confirmados de COVID-19, e hospitais gerais que tenham vacinado menos da metade do quantitativo estimado de trabalhadores da saúde na 1ª etapa do plano de imunização.

As 118 cidades potiguares restantes receberão 8.885 doses da CoronaVac. A quantidade envolve o carregamento recebido esta semana e 1.960 doses estimadas como reserva técnica da 1ª remessa.

De acordo com o que foi acordado entre a Sesap e municípios, as vacinas serão direcionadas aos profissionais de saúde, priorizando vacinadores, quem atua em instituições de longa permanência para idosos e trabalhadores envolvidos diretamente na assistência a pacientes suspeitos ou confirmados para Covid-19.

Veja o percentual de profissionais de saúde que será imunizado em cada município e o número de doses enviadas nessa segunda remessa:

Acari - 101,3% (100 doses)

Assu - 76,3% (300 doses)

Afonso Bezerra - 101,7% (90 doses)

Água Nova - 100,4% (2 doses)

Alexandria - 78,7% (140 doses)

Almino Afonso - 100,2% (90 doses)

Alto do Rodrigues - 81,7% (90doses)

Angicos - 84,5% (80 doses)

Antônio Martins - 100% (81 doses)

Apodi - 76,7% (220 doses)

Areia Branca - 77,7% (10 doses)

Arês - 99,9% (121 doses)

Augusto Severo (Campo Grande) - 99,7% (45 doses)

Baía Formosa - 97,3 % (70 doses)

Baraúna - 80,4% (120 doses)

Barcelona - 105% (30 doses)

Bento Fernandes 101,2 % (30 doses)

Bodó - 100,4% (10 doses)

Bom Jesus - 82,9% (100 doses)

Brejinho - 97,8% (90 doses)

Caiçara do Norte - 95,9% (30 doses)

Caiçara do Rio do vento - 95,6% (10 doses)

Caicó - 75,9% (570doses)

Campo Redondo - 98,5% (90 doses)

Canguaretama - 79,6% (270 doses)

Caraúbas - 78,7% (70 doses)

Carnaúba dos Dantas - 83,6% (80 doses)

Carnaubais - 100 % (83 doses)

Ceará-Mirim - 75,9% (610 doses)

Cerro Corá - 87,3% (80 doses)

Coronel Ezequiel - 94,7% (30 doses)

Coronel João Pessoa - 99,8% (51 doses)

Cruzeta - 102,5% (60 doses)

Currais Novos - 76,2% (240 doses)

Doutor Severiano 100,5% (30 doses)

Encanto 97% (50 doses)

Equador 100,2% (31 doses)

Espirito Santo 96,5% (80 doses)

Extremoz 76,9% (292 doses)

Felipe Guerra 100,1% (70 doses)

Fernando Pedroza 107,3% (10 doses)

Florânia 97% (72 doses)

Francisco Dantas 105% (30 doses)

Frutuoso Gomes 97% (40 doses)

Galinhos 100,5% (20 doses)

Goianinha 80,8% (190 doses)

Governador Dix-Sept Rosado 99,8% (113 doses)

Grossos 100,6% (80 doses)

Guamaré 78,5% (240 doses)

Ielmo Marinho 99% (100 doses)

Ipanguaçu 81,2% (110 doses)

Ipueira 99,6% (20 doses)

Itajá 96,9% (60 doses)

Itaú 100,5% (22 doses)

Jaçanã 97,7% (70 doses)

Jandaíra 95,3% (30 doses)

Janduís 100,5% (50 doses)

Januário Cicco 83,3% (70 doses)

Japi 99,9% (42 doses)

Jardim de Angicos 93,7% (20 doses)

Jardim de Piranhas 98,5% (90 doses)

Jardim do Seridó 84,2% (80 doses)

João Câmara 78,6% (100 doses)

João Dias 108,6% (10 doses)

José da Penhas 96,5% (40 doses)

Jucurutu 98,3% (210 doses)

Jundiá 90,5% (20 doses)

Lagoa d'Anta 96,5% (90 doses)

Lagoa de Pedras 96% (40 doses)

Lagoa dos Velhos 102,6% (10 doses)

Lagoa Nova 84,9% (80 doses)

Lagoa Salgada 83,8% (80 doses)

Lajes 99,9% (73 doses)

Lajes Pintadas 100,2% (31 doses)

Lucrécia 100,5% (40 doses)

Luís Gomes 97,6% (80 doses)

Macaíba 75,9% (455 doses)

Macau 79,4% (230 doses)

Major Sales 99,8% (30 doses)

Marcelino Vieira 99,8% (61 doses)

Martins 100,1% (70 doses)

Maxaranguape 100,6% (100 doses)

Messias Targino 102,4% (40 doses)

Montanhas 96,5% (70 doses)

Monte Alegre 80,9% (140 doses)

Monte das Gameleiras 94,7% (10 doses)

Mossoró 75,6% (4.450 doses)

Natal 75,3% (11.258 doses)

Nísia Floresta 98,9% (190 doses)

Nova Cruz 78,8% (280 doses)

Olho-d'Água do Borges 96,5% (60 doses)

Ouro Branco 99,8% (30 doses)

Paraná 97,6% (40 doses)

`Paraú 95,9% (30 doses)

Parazinho 101,9% (51 doses)

Parelhas 78,4% (150 doses)

Parnamirim 75,3% (2.868)

Passa e Fica 81,3% (90 doses)

Passagem 100,5% (30 doses)

Patu 82,4% (100 doses)

Pau dos Ferros 76,5% (120 doses)

Pedra Grande 99,8% (30 doses)

Pedra Preta 93% (10 doses)

Pedro Avelino 93,9% (40 doses)

Pedro Velho 83,1% (110 doses)

Pendências 82,9% (100 doses)

Pilões 94,7% (30 doses)

Poço Branco 101,3% (100 doses)

Portalegre 83,5% (70 doses)

Porto do Mangue 100,6% (60 doses)

Pureza 97,6% (40 doses)

Rafael Fernandes 101,9% (30 doses)

Rafael Godeiro 105% (20 doses)

Riacho da Cruz 101,3% (20 doses)

Riacho de Santana 103,7% (10 doses)

Riachuelo 102,8% (50 doses)

Rio do Fogo 84,2% (70 doses)

Rodolfo Fernandes 95,9% (30 doses)

Ruy Barbosa 103,1% (20 doses)

Santa Cruz 76,1% (460 doses)

Santa Maria 94,7% (10 doses)

Santana do Matos 81,5% (90 doses)

Santana do Seridó 101,5% (10 doses)

Santo Antônio 81,2% (80 doses)

São Bento do Norte 99,4% (10 doses)

São Bento do Trairi 95,4% (40 doses)

São Fernando 100,4% (12 doses)

São Francisco do Oeste 104% (20 doses)

São Gonçalo do Amarante 76% (596 doses)

São João do Sabugi 96,5% (100 doses)

São José de Mipibu 77,1% (330 doses)

São João do Campestre 101,5% (110 doses)

São José do Seridó 101,2% (30 doses)

São Miguel 77,6% (210 doses)

São Miguel do Gostoso 103% (60 doses)

São paulo do Potengi 80% (50 doses)

São pedro 99,7% (22 doses)

São Rafael 98,7% (80 doses)

São Tomé 82,3% (80 doses)

São Vicente 97% (50 doses)

Senador Elói de Souza 99,8% (32 doses)

Senador Georgino Avelino 102,6% (10 doses)

Serra caiada 102,7% (100 doses)

Serra de São bento 100% (50 doses)

Serra do Mel 100,3% (110 doses)

Serra negra do Norte 100% (50 doses)

Serrinha 94,9% (40 doses)

Serrinha dos Pintos 103,5% (30 doses)

Severiano Melo 102,4% (90 doses)

Sítio Novo 94,7% (30 doses)

Taboleiro Grande 104,2% (30 doses)

Taipu 81,9% (90 doses)

Tangará 100,6% (160 doses)

Tenente Ananias 103,4% (100 doses)

Tenente Laurentino Cruz 99,8% (30 doses)

Tibau 98,2% (60 doses)

Tibau do Sul 100,1% (132 doses)

Timbaúba dos batistas 99,1% (2 doses)

Touros 78,2% (210 doses)

Triunfo Potiguar 100,5% (30 doses)

Umarizal 99,8% (132 doses)

Upanema 100,2% (190 doses)

Várzea 100,5% (24 doses)

Venha-Ver 95,8% (20 doses)

Vera Cruz 98,5% (130 doses)

Viçosa 94,7% (10 doses)

Vila Flor 93,7% (20 doses)

Gabaritos do Enem serão divulgados nesta quarta-feira (27)

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 poderão conferir amanhã (27) os gabaritos oficiais das provas objetivas do exame. O Enem impresso foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro. Os participantes resolveram questões objetivas de matemática, ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. Fizeram também a prova de redação, a única subjetiva do exame. Os gabaritos serão divulgados no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Mesmo com os gabaritos em mãos, não é possível saber a nota no exame. Isso porque o Enem é corrigido com base na chamada teoria de resposta ao item (TRI), que leva em consideração, entre outros fatores, a coerência de cada estudante na própria prova.

Ou seja, se ele acertar questões difíceis, é esperado que acerte também as fáceis. Se isso não acontecer, o sistema entende que pode ter sido por chute. O estudante, então, pontua menos que outro candidato que tenha acertado as mesmas questões difíceis, mas que tenha acertado também as fáceis.

A previsão para a divulgação dos resultados finais é dia 29 de março. Nessa data, os participantes saberão também quanto tiraram na redação. No entanto, somente depois da divulgação do resultado, em data ainda a ser definida, os candidatos terão acesso à correção detalhada da prova de redação, apenas para fins pedagógicos.

Ao todo, segundo o Inep, cerca de 2,5 milhões de candidatos fizeram as provas este ano, número que representa menos da metade dos participantes inscritos nas provas. O Enem 2020 terá ainda uma versão digital, que será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As notas poderão ser usadas para acessar o ensino superior e participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) - que oferece vagas em instituições públicas - Programa Universidade para Todos (ProUni) - que oferece bolsas de estudo em instituições privadas - e, Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que oferece financiamento em condições mais vantajosas que as de mercado.

Reaplicação O Enem ocorreu em meio à pandemia do novo coronavírus e, por isso, adotou uma série de medidas de segurança, como o uso obrigatório de máscaras. Os participantes que estivessem com sintomas de covid-19 ou outra doença infectocontagiosa não deveriam comparecer aos locais de prova.

Esses estudantes poderão fazer o exame na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, aqueles que ainda não o fizeram, têm até o dia 29 para solicitar a reaplicação na Página do Participante.] Podem também pedir para participar da reaplicação os candidatos que foram prejudicados por questões logísticas, como falta de água ou luz e aqueles que foram impedidos de fazer o exame porque as salas estavam lotadas e era preciso garantir o distanciamento entre os participantes. Segundo o Inep, isso ocorreu em pelo menos 37 escolas de 11 cidades.

As provas foram canceladas no estado do Amazonas, em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D'Oeste (RO) por causa da pandemia. Esses estudantes também deverão fazer o exame na data da reaplicação. Eles não precisarão, contudo, solicitar a participação. Segundo o Ministério da Educação, foram cerca de 20 ações judiciais em todo o país contrárias à realização do exame.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

FPM: Segundo repasse de janeiro teve queda de 17,47%

Os Municípios receberam nesta quarta-feira, 20 de janeiro, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao segundo decêndio do mês de janeiro.

O valor repassado foi de R$ R$ 1, 006 bilhão já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e apresenta queda de 17,47% sem considerar os efeitos da inflação.

O montante chega a R$ 1, 2 bilhão quando é considerado o valor do Fundeb. Se for levado em consideração o acumulado do mês, houve crescimento de 32,24%. Entretanto, em um cenário de deflação, o registro é de queda de 20,87% em relação ao mesmo período do ano passado.

INSS: prova de vida de aposentados segue suspensa até fevereiro

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro deste ano não terão seus benefícios bloqueados.

A Portaria nº 1.266/2021, publicada hoje (20) no Diário Oficial da União, prorroga a interrupção do bloqueio de benefícios para as competências de janeiro e fevereiro, ou seja, para pagamentos até o fim de março.

A prorrogação vale para os beneficiários residentes no Brasil e no exterior. De acordo com a portaria, a rotina e obrigações contratuais estabelecidas entre o INSS e a rede bancária que paga os benefícios permanece e a comprovação da prova de vida deverá ser realizada normalmente pelos bancos.

Realizada todos os anos, a comprovação de vida é exigida para a manutenção do pagamento do benefício. Para isso, o segurado ou algum representante legal ou voluntário deve comparecer à instituição bancária onde saca o benefício. O procedimento, entretanto, deixou de ser exigido em março de 2020, entre as ações para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, e a medida vem sendo prorrogada desde então.

Desde agosto do ano passado, o a prova de vida também pode ser feita por meio do aplicativo Meu INSS ou pelo site do órgão por beneficiários com mais de 80 anos ou com restrições de mobilidade. A comprovação da dificuldade de locomoção exige atestado ou declaração médica. Nesse caso, todos os documentos são anexados e enviados eletronicamente.

Militares inativosTambém foi publicada no Diário Oficial da União portaria do Ministério da Defesa que também suspende, até 30 de junho, a atualização cadastral para prova de vida de militares inativos, pensionistas de militares, militares anistiados políticos e dependentes habilitados. De acordo com o texto, nesse caso, o bloqueio de pagamentos por falta de realização da comprovação de vida voltarão a acontecer a partir de 1º de julho. A medida também foi adotada em março do ano passado em razão da pandemia de covid-19 e vem sendo prorrogada.

RN Mais Vacina passa dos 400 mil cadastros em 48 horas

Em 48 horas, a plataforma RN Mais Vacina já conta com mais de 400 mil potiguares cadastrados. O sistema, construído pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) em parceria com o Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), objetiva facilitar o monitoramento das aplicações da vacina da Covid-19 no Rio Grande do Norte.

A adesão crescente da população reflete todo o compromisso e seriedade investidos pelo Governo do Estado em criar uma ferramenta transparente que mostra todo o processo de assegurar o uso da vacina de forma justa e eficaz.

“Durante todo o período da pandemia, o Governo não tem medido esforços em construir estratégias que mitiguem o impacto do novo coronavírus, as ações versaram desde a abertura de novos leitos até a entrega de máscaras, contratação e convocação de mais profissionais da saúde, elaboração do Regula RN e agora o RN Mais Vacina”, ressaltou a subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap, Lyane Ramalho.

A subsecretária ainda destacou que a preparação para iniciar a campanha de vacinação. “Esse sistema cumpre um papel essencial de dar equidade ao processo e mostrando toda a nossa responsabilidade em cumprir nosso papel de construir dispositivos inovadores em saúde, mas além disso já vínhamos nos organizando com a aquisição de seringas e agulhas, capacitação de vacinadores e instalação da rede de frio”, disse.

O cadastro no sistema permitirá que cada cidadão tenha seu cartão virtual, recebendo notificações das datas, dentro do calendário nacional de vacinação, em que o grupo em que se enquadra receberá a vacina, além de todas as informações do processo.

Para realizar o registro, basta acessar maisvacina.saude.rn.gov.br/cidadao/, inserir alguns dados pessoais e informações quanto a grupo de risco e comorbidades. Mesmo que essa primeira etapa de vacinação seja restrita aos grupos prioritários, a Sesap orienta que todas as pessoas façam o cadastro, auxiliando na criação de um banco de dados com o perfil dos norte-rio-grandenses.

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Açude Bonito II inicia período chuvoso com 15,43% da sua capacidade total

 Fotos: Arquivo da Página Nosso Alto Oeste (junho 2020)

O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (18) pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) indica que o Açude Bonito II, responsável pelo abastecimento da cidade de São Miguel, iniciou o período chuvoso com 1.676.950 m³.

O acumulado atual equivale a 15,43% da sua capacidade total, que é de 10.865.000 m³. No dia 18 de janeiro de 2020 o reservatório estava com 275.780 m³, correspondentes a 2,54% da sua capacidade.

No total as reservas hídricas superficiais totais do Estado acumulam 1.914.191.968 m³, que correspondem a 43,73% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³.

No mesmo período do ano passado as reservas estaduais, dos reservatórios monitorados pelo Igarn, eram de 977.582.375 m³, equivalentes a 22,33% do volume máximo de águas do estado.

MEC divulga selecionados na primeira chamada do Prouni 2021

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, hoje (19), a relação dos candidatos aprovados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni) de 2021. Os selecionados terão até o dia 27 de janeiro para comprovar as informações prestadas na inscrição. O resultado da segunda chamada será divulgado em 1º de fevereiro. A lista está disponível no site.

Neste ano, o programa oferece bolsas para 13.117 cursos em 1.031 instituições de ensino, localizadas em todos os estados e no Distrito Federal. Só para cursos na modalidade de educação a distância, a oferta é de 52.839 bolsas. No total, mais de 162 mil bolsas estão sendo ofertadas nesta edição do Prouni.

Critérios Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.650) por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa (R$ 3.300).

É necessário também que o interessado tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa, e, nesse caso não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

É preciso ainda que o candidato tenha feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação.

Neste ano, excepcionalmente, os interessados serão selecionados de acordo com as notas do Enem de 2019, uma vez que as provas do Enem 2020 foram adiadas em razão da pandemia da covid-19 e apenas o primeiro dia de provas foi realizado.

Os candidatos não convocados nas duas primeiras chamadas devem manifestar interesse em continuar no processo seletivo entre os dias 18 e 19 de fevereiro. A lista de espera estará disponível para consulta em 22 de fevereiro.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

RN recebe 82,4 mil doses da Coronavac

O Rio Grande do Norte vai receber 82.440 doses da vacina contra Covid-19, nesta segunda-feira (18), para começar a imunização contra Covid-19 no estado. Em uma nova previsão anunciada durante a manhã, o Ministério da Saúde disse que a campanha deve começar às 17h desta segunda e não mais na quarta-feira (20).

A Secretaria de Saúde do Estado, no entanto, ainda não informou quando a vacinação vai começar no Rio Grande do Norte. De acordo com previsões anteriores da pasta, a imunização deveria começar até 72 horas após a chegada do primeiro lote. As 82.440 doses enviadas ao RN serão suficientes para vacinar 41.220 potiguares, já que a aplicação deve ocorrer em duas doses, com intervalo de 28 dias.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, o primeiro grupo prioritário no estado consiste em 37.848 profissionais de saúde, 1.400 pessoas com 60 anos ou mais em instituições e 10 pessoas com deficiência também institucionalizadas.

O estado é o único que não vai receber doses para indígenas, nessa primeira fase, porque, segundo o governo do estado, os grupos locais não se encaixam na classificação de indígenas aldeados. As vacinas recebidas seriam suficientes para aplicar as duas doses no grupo prioritário.

O Ministério da Saúde começou o processo de distribuição das quase 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac, para todos os estados e o Distrito Federal.

O horário para início da vacinação foi proposto, segundo o ministro Eduardo Pazuello, para dar tempo de todos os estados receberem as doses. Em cerimônia em São Paulo, Pazuello deu início à distribuição das doses pelo país. A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), participou da cerimônia. As caixas saíram do centro de distribuição de logística do Ministério da Saúde em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Logística no RNO governo informou que a logística para garantir que as vacinas contra a Covid-19 cheguem à população com total segurança está organizada. Segundo o titular da Secretaria de Segurança Pública (Sesed), coronel Francisco Araújo Silva, assim que as vacinas desembarcarem em território potiguar, o recebimento será feito pela Polícia Federal. Ao deixarem o aeroporto, serão escoltadas pela Polícia Rodoviária Federal até a sede da Unicat, em Natal. Uma vez em poder do Estado, a guarda da vacina passa a ser de responsabilidade da Polícia Militar.

"As vacinas seguirão para o interior em viaturas do Corpo de Bombeiros escoltados pela Polícia Militar. Nas rodovias federais, guarnições da PRF voltam a dar apoio à logística montada para o transporte. Assim que as doses chegarem aos municípios, o Estado continua a garantir a integridade dos imunizantes", explicou o coronel Araújo.

As vacinas serão enviadas, a princípio, para sete centrais de saúde distribuídas pelo estado. Além de Natal, receberão as vacinas as regionais de Mossoró, Pau dos Ferros, Caicó, Santa Cruz, João Câmara e São José de Mipibu. A partir das centrais, as vacinas serão distribuídas para todos os municípios potiguares, segundo o governo.